Rasgar Silêncios

Rasgar Silêncios

Cresci a ouvir histórias sobre mulheres que eram agredidas. Isto nos anos 80 e 90. E depois? E agora em 2021? Continuei e continuo a ouvir estas histórias (daí este espetáculo), com a diferença de que há um enquadramento legal para a violência doméstica e, logo, mais apoio institucional, muito mais denúncias, mais visibilidade mediática e mais sensibilização. Mas a violência continua e outras formas de violência surgem, muitas delas invisíveis.

O espetáculo RASGAR SILÊNCIOS tem como cerne dramatúrgico e performativo textos escritos em sessões de escrita autobiográfica por diferentes mulheres (em termos de idade, profissão, escolaridade e nacionalidade) que têm em comum o serem vítimas de violência doméstica e de género. É um espetáculo de proximidade que procura uma tradução sensível de experiências traumáticas, muitas do domínio do indizível, através da interseção entre teatro, sonoplastia, luz e vídeo composto em tempo real. Foi construído com uma grande ambição: partilhar histórias de vidas marcadas pela violência e com ELAS chegar a ti e tocar-te.

Este espetáculo desenvolve-se no âmbito do projeto RASGAR SILÊNCIOS (2029-2022) dirigido ao reforço do empoderamento de mulheres sobreviventes de crimes de violência doméstica e de género e à sensibilização da população em geral para o impacto da violência doméstica nas vítimas e na sociedade. O projeto é promovido por uma parceria coordenada pela CooLabora, com o Município da Covilhã, a Quarta Parede e a Universidade da Beira Interior.  É financiado pelo Programa Cidadãos Ativ@s/Active Citizens Fund, gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian em parceria com a Fundação Bissaya Barreto.

Direção artística, dramaturgia e interpretação Sílvia Pinto Ferreira |  Paisagens visuais Raquel Fradique | Conceção Sonora Defski | Direção Técnica e Luz pedro fonseca/coletivo, ac | Vozes Ana Leonor Santos, Celina Gonçalves, Fernanda Lourenço, Maria Belo Costa, Pedro Fonseca, Teresa Correia | Figurinos Tramadesign e Paulo Miguens Serrão | Consultoria Artística Rui Sena | Consultoria na Área da Violência Doméstica e de Género Coolabora Graça Rojão (coordenação e co-facilitação das oficinas de escrita autobiográfica), Diana Silva e Raquel Bernardino  (revisão do guião); UBI/FCSH/Amélia Augusto  (co-facilitação das oficinas) | Comunicação e Produção Bruna Kievel | Design Gráfico Raquel Fradique

Agradecimentos Agueda Simo, Ana Leonor Santos, Celina Gonçalves, Carlos Micaelo Farias, Catarina Sales, Fernanda Lourenço, Maria Belo Costa, Marta Ricardo, Patrícia Pedrosa, Paulo Minguens Serrão, Teresa Correia. A todas as participantes do projeto Rasgar Silêncios cuja coragem, resistência e perseverança são uma inspiração para a vida.

Teatro.aprox.60m.M/14

Estreia 25.novembro.2021 / Auditório do Teatro das Beiras (Covilhã)

 

Vídeo Integral

 

Mais informações

Rasgar Silêncios

Próximo
Topo Arrasta Ver